Review: “Unhuman Nature” – Com Spoilers!

Minha review do episódio “Unhuman Nature” (14.07) de Supernatural.

O grande destaque deste episódio foi sem dúvida o relacionamento de Dean e Jack. Apesar de parecer incoerente essa relação, afinal não faz muito tempo que Dean queria se livrar de Jack e, até o começa desta temporada, Jack não se importava em perder Dean se fosse necessário para matar Miguel. Mas os roteiristas de Supernatural não se importaram em nos empurrar essa amizade goela abaixo, deixando bem claro que estavam cientes que poderia soar estranha e tentaram explicar, como vemos no recap antes do episódio a cena de Dean não se importando com Jack ou quando Sam comenta durante o episódio que Dean foi muito duro com Jack no começo e essa poderia ser uma maneira dele tentando recompensar o rapaz. Ok! Plausível essa explicação. Dean pode sim mudar de ideia, começar a gostar de verdade de Jack, se preocupar com ele, cuidar dele, como realmente pareceu genuína as atitudes de Dean com Jack. De fato, nesse episódio, sentimos que Dean realmente sofreria muito se perdesse Jack. Mas dirigir o impala? A Baby? O maior amor da vida de Dean? Sinceramente não sei como me sentir quanto a isso. Não vou negar que foi uma cena bonita. Ver Jack com toda sua inocência infantil dizendo que aquele era o melhor dia de sua vida, foi de derreter corações. A cena deles pescando juntos e Jack falando que sentiria falta de Dean também foi de partir o coração, mas Sam ou Castiel se encaixaria melhor ali ao invés de Dean, na minha opinião.

Esse foi um daqueles episódios que pensamos “Agora não tem mais jeito! Não tem como eles saírem dessa!”. Mas nós sabemos que não é bem assim com Supernatural. Eu sinceramente não acredito que irão matar Jack, apesar de tudo indicar isso. A falsa esperança do experimento do xamã foi o ponto de partida. Se aquilo não deu certo, o que dará?! Aliás, a graça era realmente de Gabriel? Castiel acreditou que sim muito facilmente talvez. Bom, não me interessa o que eles façam para salvar Jack, só façam logo, por favor! rs Jack seria uma perda enorme para a história, para os personagens e para os fãs.

Nesse episódio tivemos os primeiros sinais que Miguel ainda está dentro de Dean, pelo menos essa foi minha interpretação com as cenas que Dean parecia estar com a vista embaçada, perdendo o foco de sua mente um pouco. Acredito que iremos saber mais sobre isso em paralelo a doença de Jack.

Longe de todo o drama com Jack, estava Nick. Finalmente vimos mais do personagem e descobrimos mais sobre a noite em que a família de Nick foi morta. Mas claro, o episódio mostrou a violência de Nick com todos em seu caminho. Como não conhecíamos o personagem antes, podemos dizer que este Nick sofreu influências irreversíveis de Lúcifer e agora ele se tornou um apreciador do mal, da tortura e da morte. Embora Nick demonstre que odeia se sentir assim, com certeza em algum ponto o veremos se aceitando por completo, como quando ele chama por Lúcifer.

Por favor, Supernatural, não cometa o erro de matar Jack e ressuscitar Lúcifer!

Audiência do episódio (Canal CW – EUA): 1.509 milhões de espectadores.
Nota: ♥♥♥♥ (4/5)
Digam aí, o que acharam do episódio?