Review: “Mint Condition” – Com Spoilers!

Minha review do episódio “Mint Condition” (14.04) de Supernatural.

Temos o primeiro episódio da temporada com um caso/história aleatória, que foge da trama principal da temporada. Da maneira que acaba o episódio 3 – com Jack cuspindo sangue – fica complicado ser receptivo nesse momento com esse tipo de episódio. Mas as expectativas – pelo menos para mim – eram altas, afinal, o episódio seria inspirado nos “slasher movies”, que são filmes de terror que envolvem um psicopata violento perseguindo e assassinando um grupo de pessoas, geralmente usando algum tipo de ferramenta. (Exemplos: O Massacre da Serra Elétrica, Halloween e Sexta-Feira 13). E em Setembro, o showrunner Andrew Dabb havia dito “Nós temos umas coisas sangrentas bem legais planejadas para isso”.

Com muitas referências e detalhes, principalmente na loja de Comics, o episódio caprichou na produção e no toque de humor, típico de alguns episódios de Supernatural que tanto gostamos. Destaque para a cena que Dean e Dirk conversam sobre os filmes e eles citam juntos o que seria uma clássica frase do filme fictício. Uma das cenas mais legais foi quando Dirk está fugindo do “Machadinha” nos corredores do hospital e ao mesmo tempo os seguranças estão assistindo o filme “Hatchet Man: All Saints’ Day” comentando o quanto a vítima é lenta, enquanto Dirk passa exatamente pelo mesmo sufoco da mocinha do filme. Aliás, a cena final quando um dos seguranças encontra o Hatchet Man é uma homenagem aos finais abertos em muitos filmes de terror, particularmente aqueles que fazem parte de uma série em andamento, dando a entender que o assassino pode não estar realmente morto. O trailer mostrado do filme com uma péssima qualidade de imagem, fazendo referência aos filmes dos anos 80, também foi uma bela homenagem.

O episódio não me agradou como eu estava esperando, muita expectativa às vezes atrapalha. Quando li sobre o episódio eu não esperava que tivesse esse lado mais pastelão e esperava mais sangue, conforme pareceu prometer Dabb. A cena mais sangrenta ficou restrito ao filme que Dean assistia no começo, quando o assassino David Yaeger (Hatchet Man/Homem da machadinha) corta a perna de uma de suas vítimas. Mas é claro, Supernatural é exibido nos EUA às 19:00/20:00, o quão sangrento eles poderiam fazer esse episódio, não é mesmo?

Como normalmente acontece, ao final de um episódio aleatório, ao voltar para o bunker, Sam e Dean sempre tem conversas francas no Impala. Essa conversa nos agraciou com a história hilária do trauma de Sam com o Halloween. Poor Sam! E tivemos Dean sugerindo algumas fantasias para usarem juntos no próximo Halloween. Das ideias de Dean, com certeza a que apoio é a fantasia de Thelma e Louise! 😀

Audiência do episódio (Canal CW – EUA): 1.45 milhões de espectadores.

Nota: ♥♥♥ (3/5)

Digam aí, o que acharam do episódio?

One Reply to “Review: “Mint Condition” – Com Spoilers!”

  1. O episodio me agradou bastante, só de ver os Winchesters pegando o Baby e sair a caça de novo atras do monstro da semana me fez feliz. Isto é sobrenatural salvando pessoas, caçando coisas negócios da família.O dialogo tbm no final ,foi bem agradável .

Deixe uma resposta