Review: Família não é só a de sangue

Voltamos aqui no Blog com mais uma review, e dessa vez é de um livro que deveria ser tombado como a BÍBLIA HUNTER! E sério, não estou exagerando. Hoje vamos falar do livro “Família não é só de sangue”, que apesar de ter sido lançada nos EUA ano passado (2017), aqui terá seu lançamento oficial no dia 31/10.
E por que ele pode ser considerado a Bíblia Hunter? Bom, mais ao fim do texto, retornarei nesse ponto. Primeiramente, vamos falar um pouco da Lynn S. Zubernis, a idealizadora desse livro maravilhoso. A Lynn é psicóloga e professora da West Chester University, mas vocês podem conhecer ela pelo seu twitter, porque ela é a dona do @FangasmSPN. Além de ter uma carreira profissional brilhante, ela se dedica há mais de uma década a esse fandom, e quando eu digo que ela se dedica, leve a sério. Além das coberturas maravilhosas das convenções, fotos invejáveis de painéis e, às vezes, até mesmo do set, ela já publicou 6 livros (isso mesmo, SEIS LIVROS) sobre Supernatural!

Lynn S. Zubernis, autora do ‘Família não é só a de sangue’. O livro que ela está segurando é outros dos 6 que ela  publicou sobre Supernatural e seus fãs!

Mas agora, voltando a falar do livro em questão. Em resumo, o livro traz a história de alguns atores e fãs e como Supernatural impactou em suas vidas. Mas o negócio é, o livro é BEM MAIS do que isso!
Com histórias engraçadas e emocionantes, o livro te coloca dentro do Impala e te leva a uma grande viagem por emoções. Entre risos e lágrimas, você se apaixona ainda mais por cada ator, conhece mais seus passados, desejos, conquistas e lutas, isso tudo adicionado com um pouco (talvez não tão pouco assim, porque né, somos humanos) de invejinha pelos fãs que escreveram alguns dos capítulos (Sério, quando vocês lerem, vão entender!).
Além de fãs, alguns de nossos atores favoritos escrevem capítulos no livro, como: Jim Beaver (nosso eterno Bobby), Rachel Miner (a Meg), Kim Rhodes (a badass maravilhosa vulgo Xerife Mills), Briana Buckmaster (outra badass incrível vulgo Xerife Donna), Osric Chau (vulgo nosso cutie pie Kevin Tran), Matt Cohen (vulgo Deus Grego que interpretou o jovem John Winchester), Ruth Connel (nossa bruxa favorita, Rowena), Gil Mckinney (outro Deus Grego, que interpretou Henry Winchester), Rob Benedict (Chuck vulgo Deus) e, é claro, nosso lindo e maravilhoso Jared Padalecki (Nosso Sam, que nem precisa de descrição, porque né…)! Bom, isso sem falar nas cartas escritas pelo Jensen (Batman! Ops… Dean!), Misha (Nosso anjinho do senhor, vulgo Castiel) e Mark Sheppard (vulgo nosso Rei do Inferno Favorito #VoltaCrowley!).

Bom, só de pensar nesse elenco incrível escrevendo um livro, já dá para saber que ia sair coisa muito boa, né? Mas NADA pode te preparar para isso! Com capítulos bem leve, você não consegue simplesmente não devorar esse livro. E depois que você acabar, vai querer reler. E ler novamente. E novamente.
É difícil não se comover com Jim Beaver contando como os atores ajudaram quando ele precisou criar sua filha, Maddie Beaver, sozinho depois que sua esposa faleceu e como o fandom o impactou com todo o apoio. Ou querer abraçar a Rachel Miner quando ela fala o quão o fandom a acolheu e a fez se sentir aceita. Ou ser profundamente impactada e motivada pela história de vida da Kim (eu juro, vai ter surpreender em níveis que, olha…). Ou se apaixonar com a história da amizade entre ela e a Briana (faz você querer melhores amigas assim!).

Kim, Briana e Lynn com o livro durante uma convenção

Ao longo da leitura, me identifiquei muito com o Osric também, quando ele contou em seu capítulo, o quanto que o fandom ajudou-o a superar a timidez e com Matt Cohen, quando ele conta que Supernatural o ajudou a descobrir quem ele era, formar sua verdadeira personalidade. Ruth já descreve como que o fandom ajudou-na a superar um certo problema de infância que a impedia de cantar. Seguindo nessa linha também, Gil Mckinney conta como que a série e o fandom fez ele recuperar a confiança em si mesmo.
E aí vem dois dos que foram meus capítulos favoritos do livro. Muitos fãs não sabem mas durante a convenção em Toronto de 2013, o Rob sofreu um AVC durante os autógrafos. O mais impactante disso tudo? Ele foi literalmente salvo por seus amigos e atores de Supernatural, principalmente Misha e Rich (Gabriel), que perceberam o que estava acontecendo bem a tempo. Rob, em seu capítulo, conta toda a trajetória, tudo o que aconteceu durante a convenção e pós a convenção, como que foi a recuperação e o apoio que ele recebeu do fandom e dos atores. É difícil não se emocionar.

E por fim, no último capítulo do livro, para fechar com chave de ouro, temos o capítulo do Jared. E conselho de hunter para hunter? Prepare os lencinhos. Lembro que quando estava lendo, eu literalmente cheguei atrasada em minha aula porque não pude parar de ler na metade. Simplesmente não dava.
Em um capítulo de mais de 20 páginas (com direito a fotos da infância dele que são as coisas mais fofas do mundo!), Jared conta sobre sua experiência como um fã de Star Wars e, depois sua experiência como ídolo. E até aí tudo bem, super fofo, simplesmente você não consegue tirar o sorriso do rosto (e mal consegue controlar a vontade de guardar o Jared num potinho e proteger do mundo).
Mas em seguida, Jared começa a contar sobre sua luta contra a depressão, mais precisamente sobre aquela convenção na JIB em 2015 que ele desistiu de ir poucos dias antes, o que aconteceu naquela época (porque tudo foi bem preocupante, Jensen fazendo homenagem em uma música com lágrimas nos olhos, Jared pedindo para todos mandarem mensagens positivas, todos os atores mandando mensagens para ele, e depois só… Silêncio. Por quase 2 meses!) E tanto quanto pareceu assustador para nós, fãs, naquela época, foi na verdade bem mais assustador! Ler esse capítulo, vendo ele descrever tudo isso, me fez chorar (eu, que basicamente não choro com livro nenhum!).

Jared e Jensen com o livro ‘Família não é só a de sangue’ durante uma convenção

Claro que aqui estou apenas passando apenas um pouquinho do livro, uma pequenina parcela! Não cheguei nem a falar direito sobre os capítulos dos fãs, que contam sobre as milhares de campanhas que foram realizadas com sucesso, amizades e até mesmo casamentos que se deram por causa da série.
Eu poderia simplesmente ficar o dia todo escrevendo e elogiando este livro que entrou diretamente para minha lista de favoritos. Como eu disse, é uma bíblia que todo hunter deveria ter, porque nos mostra como nós, fãs, podemos impactar (e impactamos!) a vida de tanta gente! E além disso, no meio desse processo, nossa própria vida é impactada. Nos mostra que Supernatural deixou de ser apenas uma série, ela juntou vidas, construiu histórias, melhorou o mundo de milhares, talvez milhões de pessoas e é impossível, depois da leitura desse livro, você não sentir ainda mais orgulho de fazer parte desse fandom!

Top 5 melhores momentos do livro:

  1. Capítulo do Jared inteiro, sem mais!
  2. Rob contando como Rich percebeu que algo estava errado só ao conversar com ele e Misha identificando que Rob estava tendo um AVC
  3. O início da amizade entre a Kim e a Briana
  4. A história de vida da Kim
  5. A história da Lynn (Às vezes, na vida, só queria ser a Lynn por um dia!)

Pontos Positivos do Livro:

  • As histórias são lindas e inspiradoras!
  • O livro vêm com 10 páginas de foto em altíssima qualidade, tiradas durante as convenções. Tem foto lá que só por Chuck!
  • As histórias dos atores são lindas e emocionantes, mas as das fãs são igualmente maravilhosas e tão inspiradoras quanto!

Pontos Negativos do Livro:

  • Ele acaba! E acaba depois do capítulo do Jared. E você vai ficar querendo uma continuação.
  • Poderia ter uma continuação com capítulos mais extensos do Jensen e do Misha

 

E para quem já leu o livro, o que acharam?  Enviem-nos suas opiniões!

O livro “Família Não é só a de Sangue” já está a venda no Brasil, totalmente em Português! Você pode garantir o seu aqui por apenas R$49,00 no link abaixo!
http://www.gryphus.com.br/index.php/geek/product/638-familia-nao-e-so-a-de-sanguetracking=5bc4c4cc6c608

 

Deixe uma resposta