Screencaps: Walker 1.05 – “Duke”
Screencaps Walker

Confira todas as imagens deste álbum
Vídeo Promo e Sinopse: Walker 1.06 – “Bar None”
Notícias Spoilers Video Walker

Confira o vídeo promocional do próximo episódio inédito de “Walker” que vai ao ar na CW dia 11 de Março:

Sinopse Oficial: Quando Geri (atriz convidada Odette Annable) decide vender o bar, Walker (Jared Padalecki) fica confuso. Com tantas memórias presas ao bar, ele pede a Geri para reconsiderar e a lembra de todos os bons momentos que eles tiveram lá com Emily (atriz convidada Genevieve Padalecki) e Hoyt (ator convidado Matt Barr). Enquanto isso, Micki (Lindsey Morgan) fica chocada quando sua mãe (atriz convidada Alex Meneses) aparece inesperadamente.

O episódio foi escrito por Casey Fisher & Paula Sabbaga e dirigido por Amyn Kaderali. Data de exibição original 11/03/2021.

Screencaps: Walker 1.04 – “Don’t Fence Me In”
Screencaps Walker

Confira todas as imagens deste álbum
Vídeo Promo: Walker 1.05 – “Duke”
Video Walker

Confira o vídeo promocional do próximo episódio de Walker, que vai ao ar na CW dia 18 de Fevereiro:

Box especial com todas as temporadas de SPNT será lançado!
DVD/Bluray Notícias Supernatural

É o fim de uma era. Supernatural pode ter terminado sua exibição na televisão, mas os Winchesters podem continuar vivendo em sua coleção. “Supernatural: The Complete Series” será lançado em DVD e Blu-Ray.

Se você já coleciona DVDs de Supernatural desde o início, pode comprar apenas a 15ª e última temporada.

O box da décima quinta temporada inclui os 20 episódios finais de Supernatural, bem como um disco bônus com mais de duas horas de bônus especiais. Preço: $ 44,98 DVD, $ 49,99 Blu-Ray (inclui cópia digital).

Bônus do box da 15ª temporada:
Supernatural: o fim da estrada (novo)
Sobrenatural: Família não acaba em sangue (novo)
Gag Reel (novo)
Cenas excluídas (novas)
Painel da Comic-Con 2019
Baby vencedor: uma oferta sobrenatural
Winchester Mythology: Midwestern Heroes
Supernatural: The Long Road Home – Episódio Retrospectivo Especial

Informações sobre o BOX com a série completa:
O box com a série completa inclui todos os 327 episódios, além de bônus abrangendo todas as 15 temporadas.

A coleção também inclui um livro colecionável de 68 páginas com novas imagens, cenários e cartas para fãs de Eric Kripke e Robert Singer. Preço: $ 329,99 DVD, $ 359,99 Blu-Ray.

Data de lançamento: Tanto o box da décima quinta temporada quanto o box com a série completa estarão disponíveis para compra em 25 de maio. Ainda não temos informação sobre a data de lançamento no Brasil.

Fonte.

Screencaps: Walker 1.03 – “Bobble Head”
Screencaps Walker

Confira todas as imagens deste álbum
Entrevista Traduzida: Newsweek sobre “Walker”
Entrevista Walker

Fonte/Créditos: newsweek | Por H. Alan Scott
Tradução feita pela equipe JPBR, por favor não reproduza sem os devidos créditos!

Como a sua versão do Walker difere da original?

Vou começar com o que tiramos do original, que é um show sobre um cara chamado Walker que por acaso é um Texas Ranger. É realmente um show diferente. Quer dizer, não acho que poderia ser mais diferente do original. E eu assisti o original, eu cresci no Texas e estava passando o tempo todo. Foi um grande show aqui. Você sabe, muitos de nós, texanos, somos texanos muito orgulhosos. Mas é um personagem muito, muito diferente e estamos muito cientes dos tempos em que vivemos agora. É muito importante representar pessoas que nem sempre estão representadas. Este show é mais uma tentativa de ajudar a dar voz aos que não têm voz, enquanto o show original foi mais puramente como o tipo de situação “Eu sou um herói, ouça-me rugir”. Espero não soar como se eu estivesse depreciando isso. Eu assisti enquanto crescia. Eu não era um super fã de forma alguma, mas certamente vi mais do que posso contar. Mas esse show é muito sobre alguém que é um pai de família que por acaso é um ranger, não um ranger que por acaso tem uma família.

O Texas definitivamente inspira uma reação nas pessoas. O que você espera que esse show faça pelo Texas?

O Texas é muito diversificado e uma propriedade gigante. Se você dirige de Austin a El Paso, são 10 horas apenas para sair do Texas. Acho que o Texas abrange toda a gama. É como um pequeno microcosmo que é parte integrante de uma nação maior. Você sabe, este ano somos um estado vermelho, mas em Austin, por exemplo, há eleitores muito azuis. Se você dirigir cinco horas para o norte ou quatro horas para o oeste, ele vira de lado. Não é cara nem coroa, e não é uma moeda de duas faces, é uma moeda de três faces: há cara, coroa e também a borda. Então eu acho que muito do Texas se concentra nessa vantagem.

Você também é o produtor executivo de Walker, uma novidade para você. Como é isso para você?

Muito do que estou fazendo aqui em Walker são coisas que eu, francamente, fiz em Supernatural, como ajudar a manter a integridade da história. Estou na TV há 20 anos e contando, e já fiz cerca de 400 episódios de televisão. Eu também tenho prestado atenção. Eu não apenas apareci no trabalho dizendo minhas falas e indo para casa. Tenho prestado atenção no que funciona, o que não funciona, a forma como as tendências estão indo, no que diz respeito aos nossos hábitos no set e nosso estilo de trabalho e ajudando a economizar dinheiro e tempo e ajudar meio a dirigir um set e certificar de que a moral está alta e que as pessoas estão trabalhando duro e sabem que são vistas e apreciadas, mantendo todos motivados e ajudando a integridade do personagem. Somos um show totalmente novo e com restrições de COVID e tudo, nossa equipe de roteiristas e o resto de nossos produtores, em geral, têm que ficar na Costa Oeste, então estou aqui para representá-los, e estou lá para representar o estúdio e a rede. A CW tem um longo relacionamento comigo e vice-versa, então eles confiam que farei o que é melhor para a série, não o que me glorifica. É uma grande bênção que eles saibam quem eu sou.

Você quer fazer mais por trás das câmeras?

Espero fazer exatamente isso. Eu amo atuar, e nós temos um elenco incrível e eles são pessoas maravilhosas, super talentosas e isso é sempre divertido. Mas, para mim, é a prática, o ensaio e as peças do quebra-cabeça. A parte de produção e a tentativa de encontrar peças que funcionem e se combinem perfeitamente tem sido realmente emocionante.

Quanto de Walker foi filmado durante a pandemia, e foi difícil fazer o show durante tudo isso?

Definitivamente afetou a preparação do show. Todas as nossas reuniões são feitas via Zoom e até mesmo a moral no set, que é tão importante para mim, é difícil porque quando eles gritam ‘corta’, você não pode ir cumprimentar ou ir a parte elétrica ou adereços ou guarda-roupa ou qualquer coisa, e filmar a merda. Você não tem permissão e não quer ser o responsável. Sou um cara bastante jovem e saudável. Mas o problema é que, se eu for infectado, colocarei algumas centenas de pessoas fora do trabalho. Então, estou apenas tentando ser responsável.

Supernatural funcionou por 15 anos, o que é raro para um programa de TV. Como você se sentiu interpretando Sam Winchester pela última vez?

Foi muito difícil. Toda vez que eu li o final antes das filmagens, eu chorei. Legitimamente, meus olhos estavam lacrimejando e eu estava com lágrimas e pensava: “Oh, isso vai ser difícil.” Quando você pensa em 15 anos na vida de alguém, é como o jardim de infância até a faculdade. São 80 horas por semana com o mesmo grupo de pessoas, como se você nunca tivesse se mudado. Então era uma família e ainda é, ainda considero uma família. Sinto muita falta de nossa equipe e também de nossos colegas de elenco. Acho que há uma parte de mim que ainda não lidou muito com isso. E talvez isso seja como viver em negação ou algo assim, mas do jeito que Supernatural é, as pessoas sempre podem voltar. Como se parte de mim sempre esperasse e rezasse para que tivéssemos a chance de sentar no Impala novamente e chamar um ao outro de Sam e Dean. Acho que ainda tem aquela cenoura no palito* que guardo na mente. Esperançosamente um dia. Tenho certeza que pode acontecer. Quer dizer, eu morri várias vezes em Supernatural e voltei. Espero poder fazer isso uma última vez.

Outra raridade é que você tem trabalhado em uma série de TV todos os anos desde 2000, com Gilmore Girls, Supernatural e agora Walker. Você não gosta de fazer pausas?

Eu pensei muito sobre isso. Ei, eu não odeio férias. Eu amo elas pra caralho! Eu sou um cara muito simples. Eu amo nada mais do que acordar e não sair de casa, sabe? Quando eu morava em Los Angeles e estava em Gilmore Girls, você era convidado para festas. Nunca fui. Eu não dei a mínima. Eu estava tipo, bem, “Eu poderia simplesmente ficar em casa.” E então eu simplesmente ficava em casa.

Quanto a fazer parte de shows, foi meio que um relâmpago em uma garrafa*, não sei como dizer, a não ser que realmente foram muitas bênçãos, como um embaraço de riquezas. Quer dizer, eu trabalho muito, levo meu trabalho muito a sério e me importo muito. Dito isso, tenho vários amigos que são mais bonitos do que eu, mais talentosos do que eu, e provavelmente mais espertos do que eu e que não tiveram a mesma sorte que eu. Então eu não considero isso levianamente. Todos os dias eu acordo, tento merecer, e acho que isso me ajuda a estar preparado. Há uma citação, vou destrui-la, mas é algo tipo “o sucesso acontecesse quando a preparação encontra a oportunidade*”. E então eu acho que para mim, se alguém estiver disposto a me contratar, eles não vão desperdiçar seu dinheiro, eu vou dar a eles tudo o que tenho. E acho que é tudo o que realmente sei fazer. Não sei se preciso mandar um Venmo* para uma consulta psiquiátrica, mas talvez seja uma síndrome parcialmente impostora ou algo assim. Não posso acreditar na minha própria sorte. Então, vou trabalhar mais do que sinto que preciso, para tentar merecê-la.

Observações:

  • * Cenoura no palito: É uma metáfora de um sistema no qual você é recompensado por algumas ações e ameaçado de punição por outras.
  • * Relâmpago em uma garrafa: Ter sucesso de uma forma que é muito sortuda ou improvável.
  • * A frase é do filósofo romano Séneca, “Sorte é o que acontece quando a preparação encontra a oportunidade”.
  • * Venmo: É um serviço de pagamento móvel de propriedade do PayPal.
Entrevista Traduzida: Collider sobre “Walker”
Entrevista Notícias Walker

Fonte/Créditos: Collider | Por Christina Radish.
Traduzido pela equipe JPBR. Por favor, não reproduza sem os devidos créditos!

Da criadora do programa Anna Fricke (Being Human), a série da CW “Walker” segue o viúvo e o Texas Ranger Cordell Walker (Jared Padalecki), de volta à sua casa em Austin, Texas, depois de estar disfarçado por quase um ano, o que não tornou mais fácil para ele reencontrar o equilíbrio com o filho August (Kale Culley) e a filha Stella (Violet Brinson). Com um ex-parceiro (Coby Bell) agora seu chefe, uma nova parceira (Lindsey Morgan) ao seu lado, uma família o desafiando a cada passo do caminho e suspeitas sobre as circunstâncias que cercaram a morte de sua esposa (Genevieve Padalecki), há muito para complicar a vida de Walker.

Durante esta entrevista individual por telefone com a Collider, o ator Jared Padalecki, que também é produtor executivo do projeto, falou sobre a experiência de começar uma nova série de TV depois de passar 15 temporadas em Supernatural, como a dinâmica entre os irmãos Walker se compara com a dos irmãos Winchester, como é especial trabalhar com sua esposa na vida real, tendo Lindsey Morgan como sua parceira versus Jensen Ackles, o quão envolvido ele esteve com o desenvolvimento do show, e sobre se eles chamarão Ackles como convidado no show em algum momento.

Collider: Devo admitir, é muito estranho estar falando com você sobre algo diferente de Supernatural, quando achei que só estaria falando com você sobre isso até o fim dos tempos. Parabéns pelo sucesso de Walker! Saindo de um show em que você passou 15 temporadas e começando um novo show, quando você não sabe como será o público ou como será a resposta, como é saber que já tem tantas pessoas assistindo?

JARED PADALECKI: Ainda estou de luto por Supernatural. Eu realmente estou. Foram 15 anos e meio. Eu conheci minha esposa no show. Conheci meu querido amigo e muitos amigos queridos. Eu realmente gostei de Sam Winchester. Então, ainda estou sofrendo por esse processo. Nós desenvolvemos Walker nos últimos dois anos, então eu tive a chance de conhecer o personagem e a série e descobrir quem é esse cara e sobre o que será a série. Tem sido interessante. No final das contas, Supernatural foi uma grande parte da minha vida. Eu tenho 38 anos e isso foi 15 anos e meio da minha vida. Não há uma maneira real de calculá-lo, e acho que nunca vou realmente entender isso ou dar sentido a isso. Mas eu amo, amo, amo o show que estou fazendo agora. Eu amo o personagem, amo o elenco, amo nossa equipe e amo as histórias que pretendemos contar. Espero que Cordell Walker pareça diferente de Sam Winchester. Eu trabalhei muito para tentar ter certeza de que eles são pessoas diferentes. E eu acho que Anna [Fricke] e sua equipe fizeram um trabalho incrível e estou muito animado para explorar este novo mundo.

Quão diferente é passar da dinâmica dos irmãos Winchester para os irmãos Walker e interpretar um irmão mais velho depois de interpretar um irmão mais novo por tanto tempo?

PADALECKI: Oh, sim, é absurdo. É como maçãs e laranjas. Eu estive na TV, antes de Walker, por mais de 20 anos. Já fiz quase 400 episódios de televisão e nunca interpretei um pai. Então, interpretar um pai e um viúvo, um irmão mais novo e um agente da lei, são tantos novos horizontes para mim e é um privilégio tão legal poder fazer isso e dormir em casa. É incrível dormir em casa, mas é uma pena acordar em casa porque tenho três despertadores de duas pernas que só querem entrar e pular na cabeça do pai. Eles dizem: “É hora de acordar, quero Lucky Charms! É hora de acordar, eu quero Cheerios! Onde está meu iogurte?” E eu digo, “Uh, eu tenho que ir trabalhar.” É um estilo de vida muito diferente, em muitos aspectos, e talvez esteja me ajudando a filmar Walker porque minha vida é muito diferente hoje do que era há quatro meses, quando estávamos terminando Supernatural em Vancouver.

O que significa para você começar a trabalhar com sua esposa, Genevieve Padalecki, e ser capaz de compartilhar cenas juntos como parte desse relacionamento que é realmente a força motriz de seu personagem?

PADALECKI: Ela e eu nos conhecemos no set. As primeiras palavras que trocamos foram no set de Supernatural em Vancouver. Ela era uma atriz convidada que faria alguns episódios. Ela foi para a Tisch School na NYU, fez teatro e drama, e teve seu próprio programa de TV. Ela é uma atriz maravilhosa e uma super trabalhadora tipo A. Eu amo vê-la em seu elemento. Como muitas mulheres fazem, ela colocou suas paixões em banho-maria por muitos anos, para ter certeza de que ela estaria lá para as crianças quando eu tivesse que estar fora do país filmando o resto de Supernatural. Durante esses tempos de COVID, você não pode trazer amigos e familiares para o set porque é contra as regras, então eu também adoro que meus colegas de elenco e equipe possam conhecê-la e vê-la. Eu posso exibi-la fora da tela e na tela, e eu não poderia estar mais orgulhoso. Ela traz essa luz para Emily e para o set, fora da tela. Eu não poderia estar mais feliz. É um momento tão especial. Eu li o roteiro e desenvolvemos um show, com Anna e Dan Lin e Lindsey Liberatore no Rideback Studios. E então, engraçado o suficiente, Gen e eu estávamos esquiando em Park City em fevereiro passado, para nosso aniversário de 10 anos de casamento, e recebi um telefonema de Anna. Ela disse: “Ei, quero falar sobre a Gen.” E eu disse, “Ok, estou com ela.” E ela disse: “Será que Gen quer interpretar Emily?” E eu disse, “O quê ?!” Então, eu disse a Gen, e agora estamos aqui, quase um ano depois, com seis episódios prontos e eu não poderia estar mais feliz.

Como você também está achando a experiência de ter uma parceira feminina no programa com Lindsey Morgan, ao invés de ter Jensen Ackles como seu parceiro?

PADALECKI: Bem, ela é muito melhor de se olhar do que Jensen. Ela ainda é mais baixa do que eu, então não tenho que quebrar meu pescoço olhando para cima. Estou brincando. Eu amo Jensen. Eu sinto que poderia vê-lo em 10 anos, e nós voltaríamos direto para a nossa vibe na tela e fora dela. Ele e eu passamos muito tempo um com o outro, mais tempo do que com nossas esposas, nossos filhos e outros amigos e familiares, então é tão fácil com Jensen. Ele é um ator maravilhoso, obviamente. Nós nos entendemos. Com Lindsey, ela também é uma pessoa maravilhosa. Ela é gentil, ela é inteligente, ela é trabalhadora, ela é talentosa, ela é muito apaixonada por seu personagem e o papel, e ela leva isso muito a sério e faz sua pesquisa e sua preparação. Eu realmente gosto de trabalhar com ela. Certamente é muito diferente com meu co-âncora, por assim dizer, sendo alguém que não é parente e uma mulher, depois de Supernatural, onde ele era parente e um irmão mais velho. É também uma dinâmica que egoisticamente ajuda Walker a ser ele mesmo. Eu não sou mais o irmão mais novo. Agora, eu sou o Ranger sênior em uma dupla. Isso me dá, Jared, a oportunidade de explorar diferentes aspectos da construção de um personagem. E Lindsey é uma esponja. Ela está ansiosa para aprender e para trabalhar muito e fazer um ótimo trabalho.

Como produtor executivo do show, você participa das conversas sobre o que pode acontecer no futuro do show, o que você cobre na 1ª temporada e como você estabelece as bases para a 2ª temporada?

PADALECKI: Eu participo de muito mais conversas do que gostaria. Francamente, Anna e sua equipe de colegas roteiristas deram corpo a este show com histórias fenomenais das quais estou muito orgulhoso. A gênese desse show fui eu no meu trailer, durante a 14ª temporada de Supernatural pensando em uma história que eu gostaria de assistir, se eu tivesse a chance de assistir TV. Antes mesmo de esse show ser chamado de Walker, eu tive a ideia de um cara que estava preso entre uma rocha e um lugar difícil, que estava preso por seu próprio código moral, mas também obrigado por seu juramento e seu dever, e eles nem sempre se entrosam. Tive um ótimo tempo explorando e estou animado para continuar explorando, mas tem sido um novo mundo para mim.

Eu certamente acho que você deveria fazer uma oferta para que Jensen Ackles viesse como um vilão, porque eu acho que seria muito divertido ver vocês lutando um contra o outro, dessa forma.

PADALECKI: Sua boca aos ouvidos de Deus. Conte comigo. Vamos pegá-lo. Vamos compartilhar uma tela juntos novamente.

O que sua família acha de Walker?

PADALECKI: É um ótimo show. Estou muito orgulhoso disso. Supernatural era engraçado porque meus filhos não conseguiam assistir porque papai está morrendo ou papai está matando alguém ou estamos cortando cabeças ou alguém está tendo seu coração comido. Com Walker, me sinto muito confortável em dizer a todos no planeta: “Ei, você pode assistir isso. Você pode assistir isso com seus filhos. Você pode assistir isso com seus pais. Você pode assistir isso com seus amigos. Vai ser divertido. É emocionante. É um ótimo show para qualquer pessoa.”

E eu sou uma boba por qualquer coisa com Mitch Pileggi, então, obrigada por isso.

PADALECKI: Eu também! Eu pedi por ele diretamente. Sem mentira.

Fotos e Sinopse: Walker 1.05 – “Duke”
Galeria Notícias Walker

Confira as fotos promocionais e sinopse do episódio 1×05 “Duke” de Walker, que vai ao ar na CW dia 18 de Fevereiro:


Confira todas as imagens deste álbum

Sinopse Oficial: Quando seu passado inesperadamente colide com sua vida presente, Walker (Jared Padalecki) é forçado a retomar sua identidade secreta para manter sua família segura. Micki (Lindsey Morgan) é pega no antigo caso de Walker enquanto August (Kale Culley) ameaça explodir o disfarce de seu pai. Trey (Jeff Pierre) começa seu novo emprego.

O episódio foi escrito por Bret VandenBos & Brandon Willer e dirigido por Steve Robin. Data de exibição original 18/02/2021.

Entrevista Traduzida: TVLine sobre “Walker”
Entrevista Notícias Walker

Fonte/Créditos: TVLine.
Tradução pela equipe JPBR. Por favor não repuduza sem os devidos créditos!

Walker está recebendo a visita de seu melhor amigo de infância Hoyt (interpretado por Matt Barr) – mas talvez este seja um amigo que deveria ter ficado no passado?

No episódio desta quinta-feira (04/02/2021), o Texas Ranger suspeita que seu melhor amigo está do lado errado da lei, deixando Walker “preso entre esta rocha e um lugar difícil”, diz Jared Padalecki. “Ele conhece Hoyt, ele conhece o coração de Hoyt, ele sabe que Hoyt é uma ótima pessoa que se colocaria na frente de uma bala por você. Mas Cordell acha que ele pode estar infringindo a lei. ”

Abaixo, Padalecki fala sobre a transição de seu show de longa data em Supernatural, a evolução da primeira temporada de seu personagem e se seu ex-co-star Jensen Ackles aparecerá na reinicialização da CW.

TVLINE | Achei que você gostaria de fazer uma pausa após várias temporadas de Gilmore Girls, imediatamente seguidas por 15 temporadas de Supernatural.
Eu queria fazer uma pausa. Eu fiz, eu quero. [Risos] Mas então quando essa história e esse personagem começaram a se desenvolver, eu pensei, “Aw, droga. Eu amo isto. Eu mataria para fazer parte disso. ” Neste momento da minha vida, se eu não implorasse para fazer parte do show ou filme ou qualquer outra coisa, então eu simplesmente não estou interessado. Mas com Walker, com o que estava acontecendo, com o envolvimento desde o primeiro dia, eu pensei: “Bem, Deus, este é um show muito legal que lida com questões muito legais que eu não tive a oportunidade de explorar ainda e retratar ainda.” Eu meio que roubo meu personagem às vezes e tento explorar questões reais de Jared, seja por Dean Forester em Gilmore Girls ou Sam Winchester em Supernatural ou agora Cordell Walker em Walker. Eu fico tipo, “Uau, deixe-me ir em frente e brincar com isso, e ver como eu reagiria e como me sentiria.” Então, acho que tive muita sorte. Eu sei que tive muita sorte. Mas eu não teria saído do esconderijo por qualquer show diferente deste.

TVLINE | Você já teve um momento em que pensou consigo mesmo: “Isso foi um pouco parecido com Sam”?
Sinto que o impacto de Sam Winchester em mim como pessoa durará para sempre. Cordell Walker é muito diferente. Eu sou um ator, então estou tentando mantê-lo bem diferente e permanecer fiel a este novo personagem. Mas Sam ajudou a fazer de Jared quem ele é hoje. Então, eu nunca vou ser realmente capaz de me livrar dele – e nem quero. Estou muito orgulhoso de Sam, de quem ele era, e espero interpretá-lo novamente algum dia. Mas se Sam ajudar a informar Cordell, Cordell ficará melhor com isso.

TVLINE | O episódio desta semana apresenta Matt Barr como o melhor amigo de Walker, e parece que os mundos profissionais e pessoais de Walker vão começar a colidir mais. O que você pode prever sobre isso?
Matt Barr, que eu amo e que conheço há 13 ou 14 anos em um nível pessoal, passa a interpretar Hoyt Rawlins, que é um amigo de infância. Cordell Walker e Hoyt Rawlins cresceram juntos, eles eram melhores amigos, e um foi para o mau caminho, outro o bom caminho. Cordell acha que Hoyt pode estar infringindo a lei. Mas Walker também sabe que Hoyt é um cara incrível. Ele ama sua família, ele ama seus amigos, ele está ao lado de Walker por muitas e muitas décadas. E assim Walker se encontra nesta posição difícil, onde ele valoriza alguém e o ama como um amigo, mas pode ter que tomar a difícil decisão de derrubá-lo.

TVLINE | Ter Micki como parceira e seu ponto de vista, muda a maneira como Walker vê os Texas Rangers e seu trabalho no decorrer da temporada?
Sim, muda. Walker aprende muito. Nosso programa de TV Walker explora os problemas reais com os quais estamos lidando em 2020 e 2021. Ele tem a sorte de ser capaz de enfrentar os problemas com os quais outras pessoas têm de lidar. Walker é um cara alto e branco, um agente da lei e heterossexual. Ele meio que teve a vida vindo até ele de braços abertos. Então, conhecer personagens como Micki ou Trey … é mostrar a ele que pessoas diferentes têm experiências de vida diferentes que levam a diferentes tipos de hábitos e posturas sobre certos assuntos. Embora ela seja a Ranger novata e 10 anos mais jovem, ele aprenderá e crescerá muito por causa de Micki.

TVLINE | Há um mistério no piloto em torno do assassinato de Emily. Quanto Walker vai cavar nisso nos próximos episódios?
Bem, isso é absolutamente um mistério. [Risos] Muitos dos meus amigos e familiares e meus filhos estão tipo, “Quem atirou na mamãe ?! Por que você deixou alguém atirar na mamãe ?! ” Walker parece ter finalmente encontrado um lugar onde está disposto a deixar isso passar e tentar seguir em frente. Mas ele começa a descobrir que existem alguns asteriscos e algumas coisas que simplesmente não batem, e ele se aprofunda nisso, e vamos abordando isso conforme a temporada avança. Mas ele só quer saber quem foi o responsável, quem está envolvido… Para Walker, é mais uma questão de encerramento do que de vingança. Walker está com raiva, ele está chateado. Ele quer matar todos os envolvidos no assassinato dela. Mas para ele, ele só precisa saber o que aconteceu para poder seguir em frente e estar com seus filhos em sua homenagem. Não se trata apenas de exigir vingança.

TVLINE | Eu não confio na personagem de Odette Annable. Eu não posso dizer se ela está envolvida ou ela pode secretamente ter sentimentos por Walker.
[Risos]

TVLINE | E eu não sabia se estava imaginando uma vibe entre Walker e ela enquanto eles estavam dançando no piloto.
Oh, engraçado. Bem, Geri, a personagem de Odette, ela, como Hoyt, é uma amiga de longa data de Walker e Emily. Ela estava lá com Emily na noite do assassinato de Emily, e então Walker começa a questionar e dizer, “Bem, Geri sabe de algo que ela não está me contando?” Isso é outra coisa que exploramos à medida que os episódios avançam. Vamos descobrir quem é Geri. E Geri, também, está passando por uma perda. Ela perdeu sua melhor amiga. Então, os dois não sabem como lidar com isso, e os dois estão tentando viver suas vidas e seguir em frente, mas nenhum deles sofre adequadamente. Então, veremos Walker e Geri muito mais.

TVLINE | Você tem alguns veteranos de Supernatural no elenco como Genevieve [Emily], obviamente, e Mitch Pileggi. Quanto tempo antes de Jensen entrar no show ou outra pessoa convidada?
[Risos] Mal posso esperar pelo Jensen entrar no show! Ele está fazendo The Boys agora com Eric Kripke em Toronto, então ele nem está no mesmo país. Mas um dia desses, ele terá que vir e ser meu amigo de pernas arqueadas. Vamos colocá-lo a cavalo e dar a ele um chapéu de cowboy.

Vídeo: Good Morning America
Notícias Video

Semana passada Jared esteve no programa Good Morning America falando sobre a série “Walker”.

Fique atento ao nosso canal no youtube para o vídeo legendado em breve!