Vídeo e Resumo: Painel Virtual com Jared Padalecki!
Convenção Video

Jared Padalecki esteve hoje em um painel virtual organizado pela Creation! Confira abaixo o painel completo (sem legenda):

Em breve iremos postar alguns trechos legendados em nosso canal no youtube!

Pontos importantes do painel:

• Jared contou que a cena da torta na cara do Dean estava no script, mas isso não fez com que a cena tenha sido menos divertida de fazer. E disse que o episódio tem muitos “easter eggs” (referências escodidas) e uma delas é que Robert Singer aparece ao funda dessa cena e reage quando Sam suja o rosto de Dean com a torta.

• Jared falou que os primeiros dias de filmagens de Walker foram estranhos porém incríveis. Contou estar muito feliz por poder trabalhar em Austin e ver Gen e as crianças todos os dias. Disse também que a equipe e elenco são incríveis e acredita que os fãs vão gostar da série.

• Ele disse que com certeza se Sam e Cordell (Walker) se conhecessem seriam amigos, pois uma coisa que eles têm em comum é querer fazer do mundo um lugar nmelhor.

• Jared contou que um dos momentos mais loucos e estranhos no set de Supernatural foi quando Gen estava grávida de Tom e ele estava filmando e aguardando a ligação dela a qualquer momento para dizer que havia entrado em trabalho de parto. Jensen ficou na mesma situação quando os gêmeos estavam para nascer.

• Jared disse que se pudesse fazer Supernatural novamente escolheria ser Sam Winchester. E se tivesse que escolher uma segunda opção escolheria Lucifer por parecer ser um personagem muito divertido de interpretar. Chuck também seria uma opção.

• Jared contou que criou a campanha You Define You durante quarentena quando percebeu como seria difícil deixar Sam, que era uma grande parte de sua personalidade. Ele tinha que se definir e abrir seu próprio caminho.

• [SPOILER] Dabb e Singer deram a eles liberdade para suas falas porque ninguém conhecia Sam e Dean como eles. Era importante para Jared ter seu filho dizendo “tudo bem, você pode ir”, assim como Sam disse a Dean.

• [SPOILER] Sobre o final de Sam, Jared disse que realmente sente que essa foi a melhor maneira de contar a história de Sam. Sam tentou viver sua vida da maneira que Dean gostaria que ele vivesse, então em homenagem a Dean e seu sacrifício, Sam tentou fazer o que ele queria.

• Jared disse que está achando emocionante ser produtor em ‘Walker’. Ele aprendeu muito ao longo dos anos na TV e acha que pode trazer muito conhecimento como produtor.

• Jared contou que devido ao Covid mudanças no roteiro foram feitas e por esse motivo muitos personagens amados pelos fãs não puderam aparecer no final. Eles não poderiam pedir para os atores ficarem em quarentena por duas semanas apenas para participar de uma cena.

• [SPOILER] Jared contou que sabia da morte de Dean desde Junho/Julho de 2019 e por isso teve muito tempo para tentar se preparar. Ele contou que literalmente todas as vezes que lia a cena ele chorava. Ele não queria que suas próprias emoções atrapalhassem a jornada de Sam e a história de Supernatural. Foi uma cena muito difícil de fazer e ainda é muito difícil para ele assistir.

• [SPOILER] Jared disse que com certeza Sam contou tudo para seu filho, sobre sua história e sobre seu tio Dean.

• Jared disse que com certeza ele e Jensen vão trabalhar novamente um dia e que ele será sempre bem vindo para trabalhar em Walker.

Fotos dos Bastidores 15.20 “Carry On”
Galeria Notícias Supernatural

Confira as fotos dos bastidores do último episódio de Supernatural:


Confira todas as imagens deste álbum
Final de Supernatural proporciona o maior público desde abril de 2019
Notícias Supernatural

“Supernatural” terminou depois de 15 temporadas na noite de quinta-feira com um aumento de público decente.

A última aparição de Jared Padalecki e Jensen Ackles como os irmãos Winchester atraiu 1,4 milhão de espectadores para a CW, o que representa a maior audiência do programa desde abril de 2019. Ele bate o recorde da temporada anterior de 1,3 milhão. Em termos de classificações, os dois episódios finais pontuaram 0,3, correspondendo à média do lote final de episódios do programa.

Fonte: Variety.

Legendado: De Winchester para Walker!
Notícias Video Walker

A CW divulgou um novo vídeo promovendo a série Walker, com Jared Padalecki convidando os fãs para a estreia da série que acontece na CW dia 21 de Janeiro!

Jared Padalecki: “Acho que chorei toda vez que li o roteiro”
Entrevista Video

Via EW: Em 2005, Jensen Ackles e Jared Padalecki viajaram até Vancouver para começar a filmar o segundo episódio de Supernatural. 15 anos depois, com um U-Haul cheio de coisas, eles fizeram a viagem de volta pela fronteira.

“Foi durante os incêndios florestais, então o céu estava realmente estranho”, disse Jared Padalecki sobre a viagem recente. “Parecia um episódio de Supernatural ou algo assim. Nós cruzamos a fronteira juntos e parecia um momento de círculo completo muito comovente e significativo.”

Em uma nova entrevista para a EW, Jared Padaleciki falou sobre a decisão de encerrar a longa série – que ele diz que ele e Ackles chegaram a essa decisão durante as filmagens da 13ª temporada – e como foi realmente ler o final. “Acho que chorei toda vez que li o roteiro”, diz Padalecki.

Dito isso, Padalecki está “100 por cento” de acordo com a forma como a série se desenrola, chamando a história de “maravilhosamente trágica” e “maravilhosamente otimista”.

No final do dia, ele diz: “Sinto-me muito orgulhoso de ter feito parte disso.”

Confira a entrevista completa (sem legenda):

Fonte.

Jared Padalecki é indicado ao Critics Choice Super Awards 2020
Awards Notícias Supernatural

A Critics Choice Association (CCA) anunciou hoje os indicados para o Critics Choice Super Awards inaugural, um evento especial que homenageia os gêneros mais populares entre os fãs na televisão e no cinema, incluindo Superhero, Ficção científica/fantasia, terror, ação e animação. Os vencedores serão revelados em uma apresentação especial para a televisão, que será produzida remotamente seguindo os protocolos de segurança do COVID, apresentada pelo escritor/ diretor/podcaster Kevin Smith e pela atriz/roteirista Dani Fernandez. A cerimônia irá ao ar na The CW Network no domingo, 10 de janeiro de 2021 e será transmitida no dia seguinte gratuitamente no The CW App e cwtv.com.

BEST ACTOR IN A HORROR SERIES
Jensen Ackles – Supernatural (The CW)
Mike Colter – Evil (CBS)
Michael Emerson – Evil (CBS)
Jonathan Majors – Lovecraft Country (HBO)
Ben Mendelsohn – The Outsider (HBO)
Jared Padalecki – Supernatural (The CW)
Michael K. Williams – Lovecraft Country (HBO)

Supernatural também foi indicada:

BEST HORROR SERIES
Evil (CBS)
The Haunting of Bly Manor (Netflix)
Lovecraft Country (HBO)
The Outsider (HBO)
Supernatural (The CW)
The Walking Dead (AMC)

Fonte.

Vídeo exclusivo do episódio 15.20 de SPNT!
Notícias Spoilers Supernatural Video

Confira abaixo um vídeo exclusivo do último episódio de Supernatural. O episódio 15.20 “Carry On” vai ao ar amanhã na CW!

EW: Celebrando a humanidade de Supernatural em sua hora de morrer
Notícias Supernatural Video

Artigo original EW.com / Por Samantha Highfill.
Traduzido pela equipe JPBR.

Depois de 15 anos, Sam e Dean Winchester (e Jared Padalecki e Jensen Ackles) estão finalmente deixando um show lendário – mas seu impacto está longe de terminar.

Tem sido uma longa jornada para Sam e Dean Winchester conforme a jornada de 15 anos de Supernatural chega ao fim. A EW vem marcando ao longo de todo o caminho, desde a primeira menção ao What to Watch da série em setembro de 2005 – dizia: “Meio como Buffy, só que com meninos. E sem Giles.” – a esta capa digital que marca a sexta vez que a série agracia uma capa EW. Sam Highfill, que está na batida há quase sete anos, compartilha seus pensamentos sobre o que diferencia a série.

Se você já viu uma promo ou leu uma descrição de Supernatural, sabe que o programa é sobre o paranormal. Caramba, está bem ali no título. E sim, é uma série sobre dois irmãos que caçam monstros. Ele existe em um mundo onde os vampiros são reais, os metamorfos ocasionalmente roubam bancos e anjos e demônios andam pela Terra. Mas a razão pela qual Supernatural está prestes a fechar um recorde de 15 temporadas – vai ficar como o programa de gênero de maior duração na história da televisão americana – não tem nada a ver com os elementos fantásticos do programa. Em sua essência, Supernatural, ironicamente, é sobre a humanidade.

Depois que sua mãe foi assassinada por um demônio, Sam (Jared Padalecki) e Dean Winchester (Jensen Ackles) dedicaram suas vidas para salvar outros de um destino semelhante. Como seu pai antes deles, eles viajaram pelo país em seu Impala de 1967 e continuaram os negócios da família de, como Dean colocou no segundo episódio da série, “salvar pessoas, caçar coisas”. No momento em que Dean diz isso, é como se fosse um fato simples. É apenas o que eles fazem. Mas, na verdade, é uma escolha.

Quando Supernatural estreou na WB em 2005, certamente não era a primeira série do gênero da rede. Ele seguiu os passos de Buffy, a Caça-Vampiros, Charmed, Smallville, entre outros. Você poderia argumentar que o que diferencia Supernatural desses programas é a dinâmica dos irmãos, a química entre as estrelas Jensen Ackles e Jared Padalecki, ou mesmo o conceito de estrada, já que cada episódio mostrava os irmãos dirigindo para uma nova cidade para salvar alguém de algo que eles não sabiam que existia. E esses argumentos estariam corretos. Mas o que mais distintamente diferencia Supernatural das séries que vieram antes é que os heróis nesta história incrivelmente complexa e maior que a vida, eram humanos.

Em Charmed, as Halliwells eram bruxas, dotadas do Power of Three. Buffy era uma caçadora superpoderosa que estava literalmente destinada a salvar o mundo dos vampiros. Clark Kent era, bem, espero que você conheça esse. Mas Sam e Dean Winchester? Eles são apenas dois caras do meio-oeste que amam rock clássico, cerveja barata e que cresceram com o lamentável conhecimento de primeira mão de que o mal existe e decidiram lutar contra ele, com nada além das habilidades de pesquisa de Sam e um baú cheio de armas. Muito depois de vingarem o assassinato de sua mãe, os irmãos decidiram que ainda queriam arriscar suas vidas para ajudar os outros, para tornar o mundo um pouco mais seguro. Eles acreditam, mais do que qualquer outra coisa, que vale a pena salvar o mundo. E que mensagem para colocar na televisão agora!

Nos anos desde a estreia de Supernatural, o mundo passou por uma série de golpes devastadores, desde desastres naturais como o furacão Katrina e o terremoto no Haiti até tiroteios em escolas aparentemente intermináveis, divisão política sem precedentes e nem vou começar a falar de 2020. Mas por uma hora toda semana, os fãs de Supernatural tiveram um lugar para ir, para assistir Sam e Dean lutando para salvar este lugar, não importa o quão problemático possa parecer. Quer estivessem salvando uma pessoa ou milhões, eles deram tudo o que tinham. Em sua temporada final, eles lutaram pela humanidade, mesmo quando seu criador, o próprio Deus, pensava que era inútil. Por mais estranho que seja dizer sobre um programa que apresenta vários apocalipses, Supernatural é uma história de otimismo, uma história de esperança.

Após sua primeira temporada e o fechamento da WB, Supernatural sobreviveu à mudança para a CW. Em uma rede que ainda precisava estabelecer sua própria identidade, era uma questão de saber se os garotos Winchester se encaixariam. Conforme a CW adquiria programas como Gossip Girl e 90210, Supernatural se tornou, como o criador Eric Kripke disse uma vez, “o garoto gótico no final da classe que ninguém realmente queria prestar atenção.” E sem o olhar intimidador da emissora, o programa começou a testar seus limites. Poderia acontecer com um episódio de loop temporal que viu Dean morrer mais de 100 vezes em uma hora? Eles poderiam filmar um episódio como um reality show de caça aos fantasmas, completo com câmeras portáteis? Eles poderiam criar um episódio em preto e branco como uma homenagem a filmes de terror antigos? A resposta foi sim para tudo isso, em mais de uma maneira. Claro, a rede e o estúdio permitiriam. Mas a história também. Esse episódio de loop temporal foi realmente sobre o medo de Sam de perder seu irmão. O episódio do reality show era sobre como o amor é poderoso o suficiente para romper o véu da morte. O episódio em preto e branco foi sobre a solidão e como até os monstros podem experimentar uma emoção muito humana.

À medida que a CW crescia, alcançava grande sucesso com programas de super-heróis. Em 2012, Arrow estreou – ganhando um horário nobre antes de Supernatural – e oito anos depois, o Arrowverse se expandiu para incluir Flash, Supergirl, Legends of Tomorrow, Black Lightning e Batwoman. De repente, os Winchesters foram cercados por histórias de pessoas salvando o mundo, então como eles poderiam se destacar?

Em 2016, no EW’s Popfest, a equipe de Supernatural subiu ao palco para seu painel, sendo seguido pela multidão encapuzada do Arrowverse. Ackles, conhecendo a programação, brincou que os super-heróis viriam a seguir, mas os verdadeiros heróis já estavam aqui. E ele não estava errado. Enquanto o público se apaixonava por meta-humanos capazes de voar, velocidade sobre-humana e visão de laser, Supernatural continuou sendo um show sobre irmãos vestindo camisas de flanela lutando contra forças sobre-humanas.

Sam e Dean Winchester salvaram o mundo mais de uma vez, e o fizeram com nada além de determinação (e a ajuda de alguns amigos). No penúltimo episódio da série, há um momento em que a dupla se vê em uma briga de socos com Deus. Deixe isso penetrar. Como seria de se esperar, Deus está esmurrando-os, quebrando seus ossos, ensanguentando seus rostos a cada golpe devastador. Mas Sam e Dean não perdem. Por quê? Porque eles não desistem. Eles não desistem.

Essa tem sido a mensagem de Supernatural o tempo todo: Não importa o quão impossível sua luta pareça, não importa o quão massivo seja seu oponente – lembra quando Dean matou Hitler? – você pode ganhar, desde que não desista. Contanto que vocês se sustentem. É uma mensagem que transcendeu a série, já que as estrelas lançaram campanhas de caridade como Always Keep Fighting de Padalecki, que arrecadou dinheiro para To Write Love on Her Arms, e outras instituições de caridade focadas em saúde mental e prevenção de suicídio. Durante seu tempo no programa, Misha Collins, que interpretou o aliado alado dos irmãos, Castiel, lançou Random Acts, uma organização sem fins lucrativos que, com a ajuda do fandom de Supernatural, arrecadou mais de $ 5,3 milhões para vários projetos, incluindo ajudar refugiados sírios, comunidades agrícolas de Ruanda e muito mais.

De formas grandes e pequenas, o fandom de Supernatural está realmente ajudando a salvar o mundo. Porque assistir Supernatural não é acreditar que Sam e Dean virão literalmente em seu socorro. É sobre acreditar em sua mensagem: Que nós, como humanos, somos capazes de enfrentar o mal e nos salvar. E que nós, como humanos, vale a pena salvar.

Também é importante notar que a mensagem do programa funciona, em parte, porque as pessoas envolvidas em sua criação são muito boas. Em 2016, quando Supernatural ganhou o concurso de capa votado pelos fãs da EW, eu consegui minha primeira reportagem de capa. Significava viajar para Vancouver para uma visita ao set. Significava jantar com Jared e Jensen. Isso significava que eu estava nervosa. Sentamos para jantar e, em 60 segundos, Jensen pediu doses de tequila para a mesa, seguido por Jared me agradecendo por voar até lá porque “isso significa muito para nós”. Instantaneamente, percebi que esta entrevista não era uma tarefa que eles temiam. Era uma celebração e eles iam se divertir. Nada foi mais aparente para mim durante aquela refeição do que o quanto eles amam Supernatural. Eles exibiam cenas antigas de que estavam orgulhosos em seus telefones para todos nós assistirmos. Como Jared me disse: “Maldição, se você vai fazer algo que faz diferença, então tem que significar algo para você.” A outra coisa que ficou óbvia enquanto os caras falavam sobre o show é que se você também amasse, você seria uma família para eles. Muito parecido com Sam e Dean, eles vêem o lado bom das pessoas.

Quando a entrevista estava terminando e as sobremesas estavam sendo pedidas, ofereci-me para desligar meu gravador para que pudessem falar livremente. (É algo que você verá muito como jornalista, a forma como a linguagem corporal de alguém muda quando a luz vermelha não está olhando para eles.) Jared estendeu a mão e me parou. “Nós confiamos em você”, disse ele. E ele não tinha razão para isso. Mas até que vejam o mal em alguém, eles esperam o bem.

Esse jantar aconteceu no início da 12ª temporada do programa, e os atores falaram sobre o quanto ainda amavam seus empregos e queriam encerrar as coisas antes que isso mudasse. Corta para setembro de 2020, e seu último dia de filmagem como Sam e Dean. Após um hiato de cinco meses de seus personagens graças ao COVID-19, era hora de o show fazer a única coisa que nunca fez: dizer adeus. “A sensação que tive naquele dia foi mais como orgulho, orgulho emocional”, disse Ackles sobre o último dia de filmagem. “Tipo, olhe o que fizemos. Veja o quão longe chegamos e veja essas pessoas que nos ajudaram a construir esta incrível obra de arte na qual penduraremos nossos chapéus pelo resto de nossas vidas. ”

Padalecki relembra o momento emocional quando ele e Ackles cruzaram a fronteira de Vancouver para os Estados Unidos, marcando o reverso da viagem que haviam feito na primeira temporada. “Foi durante todos os incêndios florestais, então o céu estava realmente estranho”, diz Padalecki. “Parecia um episódio de Supernatural ou algo assim. Nós cruzamos a fronteira juntos e parecia um momento de círculo completo muito comovente e significativo.”

Os fãs verão o final da série, que Padalecki já considerou seu favorito de todos os tempos, em questão de dias. Com a conclusão de Deus enunciada no episódio 19, sabemos que a parcela apresentará um olhar mais íntimo para os irmãos Winchester. “Queríamos que, de certa forma, voltasse ao ponto de partida do show, que era dois caras na estrada salvando pessoas, caçando coisas”, diz o co-showrunner Andrew Dabb, com o co-showrunner Robert Singer acrescentando: “É um episódio muito emocional. É uma história pessoal realmente sobre os meninos. ”

Mas, mais do que tudo, é a história final, o que nos leva a nos perguntar qual será o legado da série. Se você me perguntar, é o lembrete para ver o bem na humanidade e lutar por isso. Essa mensagem vai transcender cada reviravolta inteligente, cada cena de dublê épica e monstro aterrorizante.

Supernatural começou como a história de dois caras que queriam fazer algo de bom, e vai terminar como a história de dois caras que fizeram muito disso. Quando Sam e Dean trabalharem em seu último caso, engancharem seu último monstro e comerem seu último pedaço de torta, eles podem ficar tranquilos sabendo que, muito depois de terem parado de caçar coisas, sua mensagem ainda estará salvando pessoas.

Fotos Promocionais: SPNT 15.20 – Carry On
Galeria Notícias Spoilers Supernatural Uncategorized

A CW divulgou algumas fotos para promover o final de Supernatural que acontece em 19 de novembro. Depois de 15 anos, a estrada até agora está chegando ao fim.

O FIM – Depois de 15 temporadas, a série de ficção científica mais longa dos Estados Unidos está chegando ao fim. Baby, é o passeio final para salvar pessoas e caçar coisas. O episódio foi dirigido por Robert Singer e escrito por Andrew Dabb.


Confira todas as imagens deste álbum

Fonte.

Robert Singer fala sobre episódio final de SPNT
Notícias Spoilers Supernatural

Contém SPOILER do episódio 15×19 de Supernatural!

Após 15 temporadas e inúmeros monstros, Sam (Jared Padalecki) e Dean Winchester (Jensen Ackles) estão se preparando para, bem, não temos certeza. O penúltimo episódio de Supernatural apresentou seu grande confronto com Chuck (Rob Benedict), que resultou em Jack (Alexander Calvert) se tornando o novo Deus, e os irmãos finalmente tendo a chance de escrever sua própria história. Agora a pergunta é: como será o final da série?

“Foi uma grande responsabilidade torná-lo um episódio tão bom quanto possível”, disse o co-showrunner Robert Singer, que também dirigiu o episódio final. “Acho que [o co-showrunner] Andrew Dabb escreveu um roteiro muito bom. É um episódio muito emocionante. É uma história pessoal, na verdade, sobre os meninos. O mito da temporada realmente termina no episódio 19 e este é um pouco de coda para isso. É realmente um episódio dos atores. Os caras estão ótimos nele.”

Singer continua dizendo que, ao contrário de muitos episódios de Supernatural no passado, ele não teve que se preocupar muito com efeitos especiais no final, embora tenha notado que há uma grande cena de dublê.

“Foram realmente as palavras da página que foram importantes neste episódio e eu queria fazer justiça a elas e senti uma tremenda responsabilidade sabendo que era a última. Todos entraram em ação; estou muito feliz com o episódio. Espero que os fãs respondam a isso. Queríamos dar ao show um final real, não fazer algo enigmático como ‘Família Soprano’, mas realmente levar o show a uma conclusão. Acho que fizemos isso. “

O evento final de duas horas de Supernatural vai ao ar nesta quinta-feira na CW.

Fonte: EW.

O que esperar do episódio final de Supernatural?
Notícias Spoilers Supernatural

Como Chuck disse uma vez: “Finais são difíceis.” E isso certamente soa verdadeiro para uma série que existe há tanto tempo quanto Supernatural e está lidando com uma mitologia complicada que envolve o próprio Deus. É por isso que os escritores decidiram abordar o final como uma espécie de retrocesso.

“Tudo é bastante focado na mitologia até o final”, diz o co-showrunner Andrew Dabb. “O episódio final é um pouco no estilo à moda antiga.”

Embora os episódios 19 e 20 não sejam literalmente em duas partes, Dabb diz que eles acharam mais fácil abordá-los dessa forma na sala dos roteiristas. “Pareceu muito, conquistar todo o nosso mito e ainda ter uma despedida satisfatória. Fazer tudo isso em 42 minutos teria sido realmente difícil”, diz Dabb. “Então, é melhor para nós tratá-lo quase como uma dupla parte, onde muito do mito, não todo, mas muito disso é tratado no episódio 19 e depois o episódio 20 pode se concentrar mais nos personagens e em sua jornada. Queríamos, de certa forma, ver de volta onde o show começou, que era dois caras na estrada salvando pessoas, caçando coisas. “

Depois que a ideia foi definida, chegar ao final perfeito foi um esforço de equipe. “Quando íamos gravar os episódios, fiz uma releitura final e alguns ajustes finais”, disse Dabb. “A opinião de Jared Padalecki pesou, de Jensen Ackles pesou, e do co-showrunner Bob Singer. Queríamos realmente ter certeza de que estávamos pousando da maneira certa.”

Embora Dabb entenda que eles nunca vão agradar a todos, ele diz: “Acreditamos que parece um final adequado para o show. Estamos felizes com isso e esperamos que os fãs também fiquem.”

Fonte.