O que é Blue Monday?

O que é Blue Monday?

Artigo retirado do site observador.pt

Será que hoje é mesmo o dia mais triste de 2017? A ideia da Blue Monday, terceira segunda-feira de janeiro, tornou-se conhecida por ser dia mais infeliz do ano. Segundo o El Espãnol, foi Cliff Arnall, psicólogo da Universidade de Cardiff, quem levou a cabo esta teoria: criou uma fórmula onde equacionava o tempo que decorreu desde o Natal e os gastos gerados em comparação com os lucros, os desejos falhados do Ano Novo, o clima e os fatores de motivação das pessoas, para chegar à conclusão que a terceira segunda-feira de janeiro é, segundo as suas contas, o dia mais deprimente do ano.

No entanto, nada disto está comprovado cientificamente, trata-se apenas de um mito criado e inventado por Arnall, em 2005, a mando da agência de viagens Sky Travel, com o objetivo de saber quando é que os seus potenciais clientes estariam mais propensos a viajar para combater a melancolia e a tristeza.

Há quem sugira que a Blue Monday seja útil para contribuir e sensibilizar a população sobre a depressão, mas também há quem a descredibilize. Ben Goldacre, escritor e investigador da Universidade de Oxford, considera que esta teoria está somente a banalizar um sério problema psicológico e não a ajudar quem mais precisa. “Isto é um desrespeito para aqueles que sofrem de depressão, ao sugerir que é algo menor e temporário e que toda a gente tem, ao contrário de ser visto como uma condição crónica e incapacitante”, admite Goldacre.

Já Cliff Arnall, que agora dá conferências sobre a felicidade e a confiança nas organizações, continua convicto da sua teoria e, em declarações ao The Telegraph, acredita que a segunda-feira deste ano ainda vai ser mais triste do que as anteriores devido a vários fatores: a eleição de Donald Trump como Presidente dos EUA, o Brexit e a morte de estrelas e de ídolos da sua infância, como George Michael e Carrie Fisher.

“Outros fatores extra [de tristeza] este ano são Trump e o Brexit, acabando por causar incerteza e o medo nas pessoas. As mortes de várias celebridades, que nasceram nos anos 50 e 60, também têm demonstrado preocupar muita gente”, afirma Arnall.

Apesar disso, o psicólogo faz um apelo às pessoas e dá alguns conselhos para aproveitarem da melhor forma esta Blue Monday. “Usem a Blue Monday como se fossem um trampolim para a mudança, seja para perder peso, deixar de fumar, embarcar num sonho ou até mudar de profissão. Aproveitem a vossa vida e vivam-na ao máximo”, acrescenta ainda.

Apesar de toda a polémica gerada à volta desta data, várias investigações revelam que a teoria de Arnall pode ter um possível efeito real: a influência da sazonalidade na taxa de suicídios, dá conta o El Espãnol. Vários estudos têm chegado à conclusão que grande parte dos suicídios são cometidos na primavera. No entanto, nem todas as investigações remetem para isso, existem outras que dizem que se tem observado um maior número às segundas-feiras relativamente aos outros dias da semana.

Photo by Ute Grabowsky/Photothek via Getty Images.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *