Jared Padalecki – Brazilian Fansite

Entrevista Traduzida: E! Online

Confira abaixo a entrevista traduzida publicada ontem no site eonline.com.

E! News: Você acabou de começar as filmagens de Supernatural novamente, e você está na temporada 11. Como é ir tão longe?
Jared Padalecki: É ótimo! Estamos indo para nossa 11ª temporada. É difícil para mim entender, mas é um terço da minha vida e bem mais de dois terços da minha vida adulta. É maravilhoso ser parte de algo maior do que eu. Mas agora, definitivamente tem esse sentimento de “Ah, cara, é hora de voltar para a escola!” Eu tenho apenas estado com minha esposa e filhos por alguns meses agora, então é hora de arrumar as malas, o navio vai sair. Comic-Con foi fantasticamente esmagadora, mas esmagadora, no entanto, e depois lancei esta nova campanha de caridade. É tudo de bom, é tudo uma grande coisa, mas é muito. E eu passei algum tempo este verão aprendendo a me concentrar no aqui e agora e não ficar muito estressado. Eu luto contra ansiedade e depressão, e eu me deixei ficar sobrecarregado.

Eu era apenas um garoto de 17 anos de idade, de San Antonio, que saiu para esta grande, assustadora Hollywood. A única maneira que eu realmente sabia lidar com minha ansiedade era apenas continuar a trabalhar e manter minha cabeça para baixo. Basta trabalhar, trabalhar, trabalhar. Ler, estudar, ir para a aula. Ir para audições, reunir me com os agentes. E, finalmente, tudo dar certo. E eu tenho sido muito público sobre essa experiência. Então agora eu tenho realmente tentando me concentrar ultimamente em desfrutar o aqui e agora e é bom. É incrível.

Restam seis dias para sua campanha Always Keep Fighting de angariação de fundos, e você já superou a sua meta inicial de 1.000 camisas vendidas há um tempo atrás. Você está com mais de 12.000 camisas vendidas agora!
[Risos.] Oh sim. Acho que foi mesmo no primeiro dia! Isso só serve para mostrar como muitas pessoas por aí lidam com as mesmas questões e está com sede e com fome de algum tipo de local ou formar com que falar sobre isso ou expressá-la. É ainda mais do que apenas a quantidade de camisetas vendidas, está se espalhando a palavra. “Ei, não estamos sozinhos, pessoal! Você não está sozinho, eu não estou sozinho.” Mesmo eu, na minha posição, eu tenho que me lembrar, por vezes, que eu não estou sozinho. E este negócio louco, é irônico, mas pode ser uma existência tão solitária. Você está em torno de milhares de pessoas, membros do elenco, membros da equipe, fãs e família e amigos, mas se você vive em sua cabeça, não importa se você está cercado por um milhão de pessoas. Você pode ficar sobrecarregado. Isso só vai mostrar com esta campanha Always Keep Fighting, que nós não estamos sozinhos.

Já se deparou com alguém vestindo a camisa da campanha em sua vida normal, no dia-a-dia?
Sim, eu adorei ver as pessoas usando as camisas das duas primeiras campanhas e até mesmo apenas conhecer pessoas e falar sobre isso. Eu estava passando por um aeroporto, e foi uma agente TSA ou um policial ou algo assim, e ela me puxou de lado e ela falou, “Se eu não estivesse usando meu uniforme, eu estaria vestindo minha camisa Always Keep Fighting.” E isso é tão legal! Fantástico. É maravilhoso ouvir as pessoas e falar com eles sobre isso. Eu não sou muito bom em viver de
superfície, eu não posso realmente viver acima da superfície. Então, se tornou pessoal e falar sobre algo que é importante para mim é muito melhor para mim do que, “Oh, que chuva louca lá fora hoje. Te vejo mais tarde!” E é sobre isso que a vida é, ajudar os outros e permitir que outros lhe ajudem. E isso tem assumido uma vida própria. Nosso objetivo era 1.000 e, em seguida, a nossa primeira campanha foi para 20 ou 30 mil. A que Jensen Ackles e eu fizemos juntos chegou a 50.000! Nós nunca pensamos que isso iria pegar assim. Mas essa é a idéia e essa é a grande coisa sobre a arte em geral, você coloca alguma coisa lá fora e ele só cresce. Espero que todo mundo que participa na campanha sinta isso, que eles são uma parte de algo maior. Eu certamente não sou a liderança disso, mesmo que seja o meu rosto na camisa. Eu sou apenas uma parte disso também. Eu estou usando a plataforma que eu tenho para ajudar a todos perceberem que não estão sozinhos.

Alguma vez se sentiu estranho ver pessoas vestindo uma camisa com o seu rosto nela? Eu sinto que se eu visse alguém usando meu rosto em uma camisa… bem, na verdade, eu não estou realmente certo de como eu me sentiria!
Verdade seja dita e isso pode soar como uma frase BS ou algo assim, mas eu não gosto de ver meu rosto. Eu não assisto meu programa de TV realmente. [Risos.] Eu não olho para fotos de mim mesmo. Eu estou de saco cheio de mim mesmo! Quando nós estávamos decidindo sobre como seria o primeiro projeto, a empresa era como, “Eu entendo que você está hesitante em colocar a sua imagem nela, mas ajuda as pessoas atribuírem a algo além de apenas as palavras. Eles sabem que você é seu amigo em tudo isso.” Certamente, há sempre essa reação inicial para ver, “Oh meu Deus, é o meu rosto em uma camisa!” [Risos.] Mas, se isso ajuda as pessoas a se conectar, então eu estou feliz. Gostaria que todos pudessem ter o seu rosto em uma camisa! Eu usaria.

Ver você ir a público com suas lutas pessoais com ansiedade e depressão foi tão inspirador, desde que está aberto as comportas para todos esses fãs para irem a público com suas próprias lutas. É incrível ver que, desde sempre houve um tal estigma associado a falar sobre problemas de saúde mental, e eu sinto que ainda há um tabu ligado a isso.
Sim, até certo ponto, há certamente um tabu ligado a isso ainda. Ainda há uma grande parcela da população que apenas dizem: “Anime-se. Faça uma cara feliz e tudo vai embora.” Para algumas pessoas, isso funciona. Há certamente alguns tipos de personalidade por aí, que podem ter um dia difícil e apenas escová-lo de lado e continuar. Para aqueles de nós que não são tão abençoados, a mensagem “Continue Sempre Lutando” é para nós. Tento me lembrar de permanecer compreensivo com aqueles que não estão estendendo o mesmo de volta para mim. O que quer que suas lutas possam ser, as pessoas podem estar colocando essa posição exterior difícil, porque eles ainda não têm a coragem ou a aceitação de dizer: “Eu estive lá também. Eu dancei com esses problemas também, ou o meu amigo, ou meu pai.” Geração após geração, estamos lentamente despir esse tabu, essa dinâmica estranha, “Oh, deve haver um problema com você, se você se sente assim.” Estou feliz por ser uma parte disso, independentemente da parte eu eu exerça.

Você enfrentou quaisquer desafios ou reação por revelar a sua própria experiência com a depressão e ansiedade?
Eu tive tanto apoio ultrajante, mais apoio do que eu jamais teria até mesmo esperado. Mas existem algumas pessoas sem nome, sem rosto on-line que dizem: “Por que você não vai chorar em seu dinheiro,” ou algo parecido. [Risos.] Coisas más. Mas isso faz parte, como você falou antes, este tabu. As pessoas pensam: “Bem, se você é rico, então você nunca vai ter ansiedade ou depressão. Se você tem seu próprio programa de TV, então tudo vai embora.” Mas não é simplesmente o caso. E é aí que eu volto para tentar permanecer compreensivo com aqueles que não podem atualmente ser empático. E você sabe, eu tenho certeza que eu fiz coisas quando criança que me mortificar se eu soubesse sobre isso agora. Quando somos crianças, aos 7 ou 12 anos de idade, e você tem um computador e Internet, você acha que você é corajoso para zuar de uma pessoa famosa, não percebendo que eles são pessoas também. E então você cresce, e você fica tipo: “O que eu estava pensando? Eu nem sequer quis dizer isso!” Tento lembrar-me disso e ser paciente. Todo mundo está passando por sua própria batalha e eu tento me lembrar disso quando eu me sinto julgado ou insultado. E eu estou em um programa de TV, então não é como se eu não estou acostumado a ser julgado ou criticado ou criticar. Isso vem com o território. Mas se eu posso de alguma forma transformar isso em seu lado e transformar isso em uma coisa positiva para aqueles que se sentiram abusados ou zuados e não têm as saídas e amizades ou apoio que eu tenho, então esta é a minha maneira de dizer, “Eu te protejo”. Talvez eu nunca conheça você pessoalmente, mas eu estou lá com você no meu coração, entende?

Como você está se aproximando do final da campanha, quais são seus planos daqui para frente? Você vai lançar outra campanha ou um projeto diferente?
Nenhum projeto específico, mas Jensen e eu começamos esta fundação. Estamos indo devagar para começar leiloando scripts assinados e coisas assim, e todo o dinheiro está indo para ir às causas que estamos apaixonados. A grande maioria deles estão indo para quem lida com saúde mental, estigmatização e ansiedade. Eu trabalhei muito com To Write Love On Her Arms, mas há tantas causas maravilhosas por aí, e muitos não têm sequer ouvido falar delas ainda. Para os próximos anos, vamos tentar levar uma parte muito ativa de diferentes instituições de caridade em diferentes maneiras de ajudar as pessoas a obter a ajuda de que necessitam. Mas, por agora, eu não tenho mais nada especificamente em mente.

Alguma outra celebridades se aproximou de você desde que você abriu o jogo sobre sua experiência que queiram ir a público também, ou quiseram juntar-se com você para uma campanha de caridade no futuro?
Na verdade, tem especificamente três. Mas eu não vou revelar quem ainda, ou, bem, não “revelar” quem, essa é a palavra errada, mas eu sei que eles gostariam de fazer isso por conta própria. Eu tive alguns amigos famosos na Comic-Con e também via Twitter que contaram ter passado por coisas semelhantes e eles não podiam acreditar que eu também, e eles gostariam de fazer algo no futuro. Eu tenho estado aqui, eu vou deixá-los se aproximarem da maneira que eles precisam. Mas sim, eu tenho sido surpreendido com a proximidade entre outras celebridades.

O que foi mais surpreendente para você sobre como os fãs reagiram à sua campanha Always Keep Fighting?
Eu acho que longe e acima, os fãs escolheram – e eu não quero dizer que é surpreendente – mas não importa quem você é ou em que posição você está, você está sempre com medo de não ser compreendido ou aceito, ou você tem medo de ser castigado ou apontado. Parte de mim pensava: “Eis-me aqui, eu interpreto este herói na TV, e eu admito que eu tive minhas próprias lutas, eles vão me espantar para longe como se eu tivesse fingindo o tempo todo?” Mas eles me abraçaram de volta 100 vezes mais. Então, eu não quero dizer que estou surpreso, mas eu definitivamente estou muito grato.

Se você pudesse realizar apenas uma coisa com a sua campanha, o que você gostaria que fosse?
Eu gostaria que a campanha Always Keep Fighting, e outras campanhas como esta, continuem depois que eu deixar este mundo. Esperemos que isso é algo que alguém que está apenas com 10 ou 5 anos de idade agora, eles estão começando a sentir diferentes ansiedades e sentimentos, descubram isso e, em seguida, talvez eles digam a seus amigos sobre isso quando eles tiverem 20 anos, e, em seguida, seus filhos descobrirem, e assim por diante. Eu gostaria que isso continuasse e ajudar a desestigmatização da saúde mental por muito tempo depois que eu partir.

%d blogueiros gostam disto: